5 dicas para migrar do MEI para outra categoria de forma segura

Mei 5 Dicas Para Fazer A Migracao De Categoria Blog - Fogliatto Contabilidade e Gestão Financeira

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Descubra agora como migrar do MEI para outra categoria sem prejuízos

Realizar a migração do MEI para outra categoria empresarial será mais fácil e seguro seguindo as dicas que preparamos para você

Está pensando em deixar de ser Microempreendedor Individual (MEI) para se enquadrar em outra categoria empresarial? Então você está no lugar certo!

No artigo de hoje, vamos apresentar os erros que você deve evitar ao realizar essa migração e 5 dicas infalíveis para realizá-la de forma segura e sem complicações.

Confira!

Migrar MEI para outra categoria empresarial: erros que você deve evitar!

Antes de partirmos para as dicas de como fazer a migração do MEI para outra categoria, é importante conhecer os erros que os empreendedores cometem ao fazer essa mudança e que você precisa evitar. São eles:

  • Falta de planejamento: antes de abrir sua empresa e durante toda a sua jornada empreendedora, é fundamental realizar um planejamento para poder lidar com imprevistos e desafios, bem como para conhecer melhor o seu próprio negócio.
  • Tentar realizar a mudança por conta própria: visando evitar prejuízos e que você melhor aproveite os benefícios da migração, é fundamental contar com o suporte de especialistas contábeis. Conte conosco!

Agora que você já sabe os erros que não deve cometer, vamos às dicas!

5 dicas para realizar a migração do MEI para outra categoria

1. Identifique a categoria em que a sua empresa se enquadra

Caso a sua empresa não se enquadre mais como MEI ou caso você não queira mais atuar como MEI, é possível migrar para:

  • Microempresa (ME): para empresas com faturamento anual de até R$ 360 mil. Nessa categoria, você poderá ter um ou mais sócios, além de poder contratar até 9 funcionários para o setor de comércio e serviços e até 19 funcionários para a indústria.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): se enquadram nessa categoria empresas com faturamento entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões por ano. Como EPP, você também poderá contar com um ou mais sócios e contratar até 49 funcionários para comércio e serviços, além de poder contratar até 99 funcionários para a indústria. 

2. Mantenha sua empresa enquadrada no Simples Nacional

Como ME e EPP, sua empresa ainda poderá continuar no Simples Nacional e poderá, portanto, continuar aproveitando os benefícios desse regime tributário, como recolher os tributos de forma unificada através do pagamento mensal do DAS.

3. Escolha a CNAE adequada

Um dos motivos para mudar de MEI para outra categoria de empresa é devido à atividade do seu negócio que é definida através da escolha da CNAE, tendo em vista que as atividades permitidas para o MEI são mais limitadas, não permitindo o enquadramento de profissionais liberais, como advogados e dentistas, por exemplo.

Entretanto, ao realizar a migração de categoria, é fundamental contar com o suporte de especialistas contábeis para definir a CNAE adequada a fim de evitar possíveis problemas.

4. Escolha a natureza jurídica adequada

Caso o motivo da migração de categoria empresarial seja devido à alteração do porte da empresa e/ou à inclusão de sócios, há três opções de natureza jurídica para o seu empreendimento: Empresário Individual, Sociedade Limitada Unipessoal e LTDA. 

5. Conte com o nosso suporte especializado

Realizar a mudança do MEI para outra categoria empresarial é um passo importante e que irá impactar o seu negócio. Desse modo, com o objetivo de que essa migração ocorra de forma segura, planejada e vantajosa para o seu negócio, é fundamental contar com o suporte de especialistas.

Sendo assim, a fim de realizar a escolha mais adequada ao seu negócio, conte com o nosso suporte contábil!

Aguardamos o seu contato!

Fonte: Abrir empresa simples

CLIQUE AQUI PARA MIGRAR DE CATEGORIA EMPRESARIAL DE FORMA SEGURA E SEM COMPLICAÇÕES!

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

3 Solucoes Para Corrigir Nfe Autorizada Errada Blog - Fogliatto Contabilidade e Gestão Financeira

Descubra agora 3 formas de corrigir NF-e autorizada errada

Como corrigir NF-e autorizada errada? Descubra agora! Corrigir NF-e autorizada errada pode ser mais simples do que você imagina. Entenda! A emissão de notas fiscais é uma obrigação das empresas, com exceção de quem atua como Microempreendedor Individual (MEI).  Logo,

Como Calcular O Simples Nacional Veja Como E Feito O Calculo Blog - Fogliatto Contabilidade e Gestão Financeira

Saiba como calcular o Simples Nacional em 4 passos

Passo a passo de como calcular o Simples Nacional Calcular o Simples Nacional pode ser mais fácil do que você imagina ao seguir os passos corretos O Simples Nacional é um dos regimes tributários mais famosos e escolhido pelos novos

Principais Documentos De Uma Empresa Quais Sao Blog - Fogliatto Contabilidade e Gestão Financeira

Principais documentos de uma empresa: Quais são?

Conheça os principais documentos de uma empresa Apresentaremos os documentos mais importantes para um empresa e suas funções Os documentos de uma empresa devem estar disponíveis se forem auditados. Este artigo discutirá os seis mais significativos:  Licença comercial;  Cartão do

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Como corrigir NF-e autorizada errada? Descubra agora! Corrigir NF-e autorizada…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top
Open chat